FENG SHUI  
 

O QUE É?

GLOSSÁRIO DO FENG SHI

AS DIFERENÇAS ENTRE AS ESCOLAS DE FENG SHUI

FENG SHUI PRÂNICO

ROTEIRO PARA ANÁLISE DE HARMONIZAÇÃO DE AMBIENTE

NA ARQUITETURA E NA DECORAÇÃO

QUESTIONÁRIO "ANÁLISE PARA O FENG SHUI"

QUESTIONÁRIO “ANÁLISE PRÂNICO EMPRESARIAL”


DESORDEM E LIMPEZA

Entenda-se como "Desordem no Ambiente" o resultado do acúmulo de objetos pessoais ou não, que vamos fazendo ao longo de nossas existências. Trata-se de livros, revistas, objetos de uso ou desuso diversos, que nos despertam curiosidade e que vão sendo acumulados dentro de uma casa ou escritório até chegar a ponto de começar a afetar nossas vidas e saúde, sem nem mesmo nos darmos conta de sua causa. Arrumação, limpeza e organização são aspectos fundamentais para a boa circulação de energias positivas e impedimento para a presença da energia negativa. Isso não requer nenhum investimento financeiro, é apenas uma questão de atitude.

O efeito da desordem ou de estocagens de objetos, em certos pontos de uma casa ou escritório, tem efeitos inacreditáveis. Sabe-se que cada região da casa está ligada a uma das oito faces do BAGUA. A desordem, quando posicionada em uma delas, vai ocasionar instabilidade e problemas com esta área correspondente. Até mesmo os móveis, quando muito grandes ou colocados de modo que obstrua o fluxo do CH'I numa região da casa, pelo FENG SHUI, encontraram uma analogia entre este e os problemas que estejam nos ocorrendo. Detectado o problema, procura-se organizar este ambiente, colocar objetos bonitos e viçosos e estabelecer pensamentos harmoniosos para sua resolução, sendo dado o primeiro passo para a sua remediação.

A nossa residência, ou ambiente profissional como nós, tem o seu próprio CH'I, que deve circular livremente. Uma casa é como um corpo, com o seu próprio metabolismo. Seus ocupantes são órgãos que devem ser alimentado por um fluxo de CH'I saudável e equilibrado. Quando o fluxo de CH'I é bloqueado, acontece o desequilíbrio dos elementos em nosso corpo, prejudicando nossa saúde e nossas atividades.

Comece a limpar sua casa ou empresa usando incensos, defumação; Você pode acender um incenso (ou mais, deve ser proporcional ao tamanho) em cada cômodo da casa ou empresa. Mas sempre pedindo para os seres Excelsior, aos seres de Luz, que o ambiente fique livre das energias Negativas. Paralelo, jogue fora tudo o que não é usado, doe roupas e objetos que não servem mais, livre-se de papéis velhos, evite o hábito de acumular coisas sem necessidade. Assim você combate a estagnação de energia e abre espaço para atrair coisas novas para a sua vida.

Segundo o Feng Shui a desordem nos causa muitos desprazeres:

1- Cansados e letárgicos – Quanto mais bagunça menos energia e coragem para fazer a limpeza. Estamos perdidos no meio da energia estagnada.
2- Somos retidos no passado – Não há espaço para o novo. Nossos pensamentos insistem em habitar o passado, em cada objeto entulhado. E ficamos olhando para trás, sem ânimo de ir para frente.
3- Pode afetar o nosso corpo – O excesso de entulho, por incrível que possa parecer muitas vezes se alia ao excesso de peso. Segundo alguns tanto o corpo obeso, quanto o excesso de bagunça são formas de auto-proteção. Temos a crença de que estamos amortecendo os choques da vida. Funciona como muletas.
4- Nosso corpo fica congestionado – Nossos olhos ficam embotados, a pele amarelada e não há vitalidade em nossos olhos. E há um triste espaço para as alergias.
5- Causa confusão – Quando nos vemos cercados pela desordem, não vemos com clareza o que fazemos na vida. Ficamos perdidos em meio a tudo.
6- Afeta a maneira como nos tratam – As pessoas nos tratam, conforme o tratamento que damos a nós. Se nos valorizamos, elas nos valorizaram. Se nos atolamos junto com os entulhos, acabamos por atrair pessoas que nos tratarão mal, com descaso.
7- Faz adiar – Quanto maior for a desordem, menos tempo teremos para colocá-la em ordem. A bagunça deixa estagnada a sua energia e também dificulta a nossa, por isso nunca sabemos por onde começar.
8- Causa desarmonia — São um dos principais motivos de brigas nas famílias, entre colegas de apartamentos e entre companheiros de trabalho. Ninguém sabe onde se encontra nada, colocando a culpa no outro, gerando discussões, pois a desordem é uma razão de nível inferior.
9- –Pode nos envergonhar – Passamos a ter vergonha de convidar as pessoas para nos visitar. A mãe tem vergonha de deixar a porta do quarto do filho aberta. Se alguém chega sem aviso, perdemos o juízo.
10 – Pode manter presa a nossa vida – Começamos a ficar isolados e a gozar da baixa auto-estima.
11- Acaba por nos deprimir – A energia estagnada da desordem debilita a nossa energia a ponto de nos deprimir. Toda pessoa deprimida vive cercada de bagunça, principalmente, num nível baixo, esparramando tudo pelo chão. Não encontra ânimo para nada. Sentimentos de desesperança são adubados pela desordem.
12- Cria excesso de bagagem – A tendência é levá-la conosco, por onde viajamos. Seremos "bagunçólatras" mesmo fora de nosso ambiente costumeiro. E somos chegados a comprar de "souvenir", para atulhar a casa mais ainda.
13- Entorpece a nossa sensibilidade – A ponto de não conseguirmos viver plenamente. Passamos a fazer as mesmas coisas todos os dias. Ficamos taciturnos e enfadonhos.
14- Exige uma limpeza extra – O tempo empregado para a retirada dos entulhos será muito maior. É uma espiral descendente. Não nos sobra tempo para nada.
15- Faz de nós uns desorganizados – Muitas fezes perdemos chaves, óculos, carteira, sombrinhas, documentos, etc. Acaba por desperdiçar o nosso tempo na procura e nos deixar nervosos.
16- Pode ser um risco à saúde – Alguns casos até começa a cheirar mal, a atrair insetos, abrigar umidade, mofo, tornando o espaço anti-higiênico. E ainda há o risco de incêndio.
17- Cria uma Simbologia indesejável – Se somos inclinados à discussão, devemos evitar o uso excessivo de vermelho na decoração. É preciso haver uma seleção daquilo que nos rodeia, conforme as características de nossa personalidade.
18- Custo financeiro – Basta calcular a porcentagem de tudo que está num aposento, sem a devida necessidade e que exigiu gastos. Sem falar no custo do tempo, físico e mental, para colocar tudo em ordem.
19- Distrai-nos de coisas importantes – Temos que ser donos de nossas coisas e não elas de nós. Tudo o que possuímos exerce um apelo sobre nossa atenção, e quanto maior é a desordem, mais nossa energia é gasta em assuntos mundanos.

O FENG SHUI nos orienta que, primeiramente, a organização de um ambiente deve ser obtida para, então, aplicar-se as curas necessárias. O efeito da cura, quando aplicada em um ambiente em desordem, é desastroso e deve ser evitado a todo custo.

A essência do FENG SHUI é acumular o CH'I (energia positiva), sem permitir que ele fique estagnado. Portanto, mãos á obra e aproveite para começar pelo objeto mais próximo de você!

 

Copyright© 2009 Márcia Cristina Gil Terapeuta Holística - Todos os direitos reservados. - Mapa do Site
Projeto: DesignR / Desenvolvimento: Web3dr